Capitão Luís Fernandes, PRESENTE!

“E sobre o português basta recordar o passado que, longe de ser um motivo para nada fazermos, deve constituir uma obrigação imperativa para agirmos. Não compreendo como se criou essa lenda de que o português é contemplativo, sem qualidade de acção…Toda a nossa história diz o contrário”.

Capitão Luís Fernandes, PRESENTE!